Um grande passo foi dado no processo de Beatificação da Venerável Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico

Publicado em: 03/1/2020


Beatificação da fundadora do Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada será avaliada em Roma no início de 2020.

O primeiro milagre por intercessão da venerável Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico, fundadora da Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, será avaliado em Roma, no início de 2020, por uma junta de peritos médicos e de outras áreas, que poderá decidir pela beatificação da religiosa. A avaliação será possível graças a dois pareceres favoráveis de peritos, sendo o último no dia 18 de dezembro de 2019, exatamente 18 anos após a abertura do processo.


Esse é mais um importante passo do processo de beatificação e canonização da Madre, que, há 83 anos, criou o Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada (IPMMI), uma importante obra social nascida em São José dos Campos – São Paulo, que mantém o Hospital Madre Teresa.

De acordo com a superiora geral da Congregação das Pequenas Missionárias, Irmã Sandra Maciel Notolini, o primeiro milagre de Madre Maria Teresa já foi avaliado positivamente por dois peritos. “Recebemos da nossa amada fundadora um grande presente de Natal. Foi aceito o parecer do possível milagre levado por nós à Roma e isso é um motivo de grande alegria. No começo do ano de 2020, após a avaliação de uma banca de cardeais e peritos poderemos ter, se assim for a vontade de Deus, a nossa Madre beatificada”.

Sobre o Processo

O Papa Francisco reconheceu em abril de 2014, por meio de decreto publicado pela Congregação para a Causa dos Santos, as virtudes heroicas de Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico. A religiosa passou a ser reconhecida como venerável. O reconhecimento das virtudes heroicas foi a primeira etapa em direção à sua beatificação.

O processo de beatificação e canonização de Madre Teresa foi aberto na Diocese de São José dos Campos há 22 anos e entregue à Causa dos Santos, em Roma, em 2001.

Em 2010, o Frei Cristóforo Bove, relator da causa de Madre Teresa, junto com duas Irmãs Pequenas Missionárias, entregaram à Causa dos Santos o Positio, documento que reúne evidências sobre a vida, virtudes e fama de santidade da Serva de Deus.

Em 2013, durante o Congresso Peculiar da Causa dos Santos, os 9 consultores teólogos que estudaram o Positio votaram a favor da vivência das virtudes heroicas e reconheceram a fama de santidade de Madre Teresa.




Um grande passo foi dado no processo de Beatificação da Venerável Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico

Publicado em: 03/1/2020


Beatificação da fundadora do Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada será avaliada em Roma no início de 2020.

O primeiro milagre por intercessão da venerável Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico, fundadora da Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, será avaliado em Roma, no início de 2020, por uma junta de peritos médicos e de outras áreas, que poderá decidir pela beatificação da religiosa. A avaliação será possível graças a dois pareceres favoráveis de peritos, sendo o último no dia 18 de dezembro de 2019, exatamente 18 anos após a abertura do processo.


Esse é mais um importante passo do processo de beatificação e canonização da Madre, que, há 83 anos, criou o Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada (IPMMI), uma importante obra social nascida em São José dos Campos – São Paulo, que mantém o Hospital Madre Teresa.

De acordo com a superiora geral da Congregação das Pequenas Missionárias, Irmã Sandra Maciel Notolini, o primeiro milagre de Madre Maria Teresa já foi avaliado positivamente por dois peritos. “Recebemos da nossa amada fundadora um grande presente de Natal. Foi aceito o parecer do possível milagre levado por nós à Roma e isso é um motivo de grande alegria. No começo do ano de 2020, após a avaliação de uma banca de cardeais e peritos poderemos ter, se assim for a vontade de Deus, a nossa Madre beatificada”.

Sobre o Processo

O Papa Francisco reconheceu em abril de 2014, por meio de decreto publicado pela Congregação para a Causa dos Santos, as virtudes heroicas de Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico. A religiosa passou a ser reconhecida como venerável. O reconhecimento das virtudes heroicas foi a primeira etapa em direção à sua beatificação.

O processo de beatificação e canonização de Madre Teresa foi aberto na Diocese de São José dos Campos há 22 anos e entregue à Causa dos Santos, em Roma, em 2001.

Em 2010, o Frei Cristóforo Bove, relator da causa de Madre Teresa, junto com duas Irmãs Pequenas Missionárias, entregaram à Causa dos Santos o Positio, documento que reúne evidências sobre a vida, virtudes e fama de santidade da Serva de Deus.

Em 2013, durante o Congresso Peculiar da Causa dos Santos, os 9 consultores teólogos que estudaram o Positio votaram a favor da vivência das virtudes heroicas e reconheceram a fama de santidade de Madre Teresa.