Grupo da Oncologia Torácica do HMT faz Reuniões Multidisciplinares Online

Publicado em: 22/4/2020

 

O objetivo é discutir a condução dos casos de pacientes com diagnóstico de câncer de pulmão.

Na última quarta-feira (15/04), o grupo da Oncologia Torácica do Hospital Madre Teresa (HMT) retornou com as reuniões semanais multidisciplinares com as equipes de Cirurgia Torácica, Oncologia, Radiologia, Patologia, Medicina Nuclear, Pneumologia e Enfermagem. Diferente dos encontros anteriores, as reuniões passaram a ocorrer por videoconferência.

De acordo com o cirurgião torácico do HMT, Dr. Leonardo Brand, é importante seguir as orientações do Ministério da Saúde. “Com o objetivo de evitar aglomerações, as reuniões online se tornaram uma alternativa para a interação efetiva entre os membros do grupo da Oncologia Torácica. Essas reuniões são extremamente produtivas, em especial nesse momento no qual é importante decidir de forma assertiva qual a melhor conduta terapêutica para o tratamento dos pacientes”, conta.

Dr. Leonardo complementa que as pessoas também adoecem por outros motivos e precisam saber quando é possível esperar pelo tratamento. Cabe ao médico orientar o paciente para que ele saiba quando se deslocar de forma responsável e consciente para os serviços de saúde.




Grupo da Oncologia Torácica do HMT faz Reuniões Multidisciplinares Online

Publicado em: 22/4/2020

 

O objetivo é discutir a condução dos casos de pacientes com diagnóstico de câncer de pulmão.

Na última quarta-feira (15/04), o grupo da Oncologia Torácica do Hospital Madre Teresa (HMT) retornou com as reuniões semanais multidisciplinares com as equipes de Cirurgia Torácica, Oncologia, Radiologia, Patologia, Medicina Nuclear, Pneumologia e Enfermagem. Diferente dos encontros anteriores, as reuniões passaram a ocorrer por videoconferência.

De acordo com o cirurgião torácico do HMT, Dr. Leonardo Brand, é importante seguir as orientações do Ministério da Saúde. “Com o objetivo de evitar aglomerações, as reuniões online se tornaram uma alternativa para a interação efetiva entre os membros do grupo da Oncologia Torácica. Essas reuniões são extremamente produtivas, em especial nesse momento no qual é importante decidir de forma assertiva qual a melhor conduta terapêutica para o tratamento dos pacientes”, conta.

Dr. Leonardo complementa que as pessoas também adoecem por outros motivos e precisam saber quando é possível esperar pelo tratamento. Cabe ao médico orientar o paciente para que ele saiba quando se deslocar de forma responsável e consciente para os serviços de saúde.