Hospital Madre Teresa: Nossa vocação é cuidar de você!

Publicado em: 22/4/2020

 

Hospital foi reestruturado para receber pacientes em áreas físicas separadas e está preparado para os atendimentos eletivos.

Diante da pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19), muitas pessoas com sintomas graves relacionados a outras doenças têm evitado de ir aos Hospitais e buscam atendimento somente quando estão em estado grave. “Isso é muito perigoso, porque algumas doenças como, por exemplo, o infarto e o Acidente Vascular Cerebral (AVC) não podem esperar, pois representam um risco maior para a saúde, podendo levar a morte” - comenta o diretor técnico e cirurgião Cardiovascular do Hospital Madre Teresa (HMT), Dr. Luiz Cláudio Moreira Lima.

Dr. Luiz Cláudio atende paciente.

O HMT, desde a divulgação dos primeiros casos na China criou um Comitê de Gestão de Crise, com reuniões diárias para analisar dados da COVID-19 e orientar colaboradores e médicos na tomada de decisões. Foram criados protocolos rígidos de acolhimento e tratamento, além de fluxos específicos identificando as áreas físicas separadas.

Houve a separação do Pronto Atendimento em dois espaços distintos: Portaria 2 exclusiva para atendimento de pacientes com sintomas gripais/respiratórios e a Portaria 3 destinada ao atendimento de pacientes sem sintomas gripais/respiratórios, mas com outros problemas de saúde como emergências e urgências Cardiológicas, Ortopédicas, Neurológicas, Clínicas e Cirurgia Geral.

O Hospital conta com três unidades de Terapia Intensiva, sendo que uma dessas, contendo 20 leitos foi separada para assistência, exclusiva, de pacientes com suspeita e/ou confirmação de Covid-19. Além disso foi separado um setor de apartamentos e outro de enfermarias para o mesmo fim. As outras duas UTI’s continuam com atendimento aos pacientes portadores de doenças cardiovasculares e recebendo pacientes pós-cirúrgicos e de outras patologias.

As equipes de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas, fonoaudiólogos e demais colaboradores foram treinados para garantir que a assistência ocorra de forma eficiente e segura para os pacientes, familiares e visitantes.

De acordo com o Comitê de Gestão de Crises, o Hospital Madre Teresa está muito bem preparado para atender todos os tipos de demanda evitando o risco de contaminação. Todas as doenças implicam riscos para a saúde, algumas não podem ter o seu cuidado postergado. Para não deixar os pacientes desassistidos, o Pronto Atendimento do HMT mantém o funcionamento 24 horas e os atendimentos ambulatoriais, consultas, exames e cirurgias eletivas foram retomados no dia 22 de abril.

Para os atendimentos ambulatoriais eletivos, também foram estabelecidos critérios de segurança assistencial, como as marcações com tempo estendido entre os pacientes, evitando aglomerações.

A diretoria do HMT acredita que através da transparência, responsabilidade e assertividade cumpriremos a nossa vocação: CUIDAR DE VOCÊ!




Hospital Madre Teresa: Nossa vocação é cuidar de você!

Publicado em: 22/4/2020

 

Hospital foi reestruturado para receber pacientes em áreas físicas separadas e está preparado para os atendimentos eletivos.

Diante da pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19), muitas pessoas com sintomas graves relacionados a outras doenças têm evitado de ir aos Hospitais e buscam atendimento somente quando estão em estado grave. “Isso é muito perigoso, porque algumas doenças como, por exemplo, o infarto e o Acidente Vascular Cerebral (AVC) não podem esperar, pois representam um risco maior para a saúde, podendo levar a morte” - comenta o diretor técnico e cirurgião Cardiovascular do Hospital Madre Teresa (HMT), Dr. Luiz Cláudio Moreira Lima.

Dr. Luiz Cláudio atende paciente.

O HMT, desde a divulgação dos primeiros casos na China criou um Comitê de Gestão de Crise, com reuniões diárias para analisar dados da COVID-19 e orientar colaboradores e médicos na tomada de decisões. Foram criados protocolos rígidos de acolhimento e tratamento, além de fluxos específicos identificando as áreas físicas separadas.

Houve a separação do Pronto Atendimento em dois espaços distintos: Portaria 2 exclusiva para atendimento de pacientes com sintomas gripais/respiratórios e a Portaria 3 destinada ao atendimento de pacientes sem sintomas gripais/respiratórios, mas com outros problemas de saúde como emergências e urgências Cardiológicas, Ortopédicas, Neurológicas, Clínicas e Cirurgia Geral.

O Hospital conta com três unidades de Terapia Intensiva, sendo que uma dessas, contendo 20 leitos foi separada para assistência, exclusiva, de pacientes com suspeita e/ou confirmação de Covid-19. Além disso foi separado um setor de apartamentos e outro de enfermarias para o mesmo fim. As outras duas UTI’s continuam com atendimento aos pacientes portadores de doenças cardiovasculares e recebendo pacientes pós-cirúrgicos e de outras patologias.

As equipes de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas, fonoaudiólogos e demais colaboradores foram treinados para garantir que a assistência ocorra de forma eficiente e segura para os pacientes, familiares e visitantes.

De acordo com o Comitê de Gestão de Crises, o Hospital Madre Teresa está muito bem preparado para atender todos os tipos de demanda evitando o risco de contaminação. Todas as doenças implicam riscos para a saúde, algumas não podem ter o seu cuidado postergado. Para não deixar os pacientes desassistidos, o Pronto Atendimento do HMT mantém o funcionamento 24 horas e os atendimentos ambulatoriais, consultas, exames e cirurgias eletivas foram retomados no dia 22 de abril.

Para os atendimentos ambulatoriais eletivos, também foram estabelecidos critérios de segurança assistencial, como as marcações com tempo estendido entre os pacientes, evitando aglomerações.

A diretoria do HMT acredita que através da transparência, responsabilidade e assertividade cumpriremos a nossa vocação: CUIDAR DE VOCÊ!