DIRETOR ADMINISTRATIVO DO HOSPITAL MADRE TERESA PARTICIPA DE SEMINÁRIO DA ANAHP

No dia 15 de setembro, o diretor administrativo do Hospital Madre Teresa (HMT), Marcos Vete, participou como palestrante do “Seminário Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp): iniciativas práticas para a sustentabilidade na saúde”. O encontro foi promovido pela rede Mater Dei de Saúde, em parceria com a Anahp e reuniu profissionais de vários segmentos da saúde.

Na ocasião, o diretor administrativo do HMT, juntamente com o presidente do Hospital Albert Sabin, Célio Chagas, o gerente de serviços de atenção primária do H. Israelita Albert Einstein, Eduardo Segalla e o gerente de atenção primaria e cuidados complementares da Fundação São Francisco Xavier, Nicolas Carvalho, discutiram sobre o tema “O papel da atenção primária para a sustentabilidade do sistema de saúde”.

Marcos Vete falou do cenário atual, reforçando a importância da atenção primária como um modelo importante e sustentável para o sistema de saúde, na medida em que através deles é possível reduzir a utilização desnecessária de recursos; repetição de intervenções e, principalmente, mudar o foco da doença para saúde.

Ele apontou alguns desafios e compartilhou experiências concluindo que a saúde é uma construção social e cultural: produto da história, da política, da cultura, da ciência, educação e recursos de um país. E, portanto, promover as mudanças necessárias para a sustentabilidade desse sistema implica em um movimento sociocultural, representando um desafio empresarial e de gestão.

Segundo o diretor administrativo, nessa nova forma de pensar e promover a saúde, é imprescindível a cooperação e a disposição de todos em aprender uns com os outros. 

COORDENADOR DA NEUROCIRURGIA DO HOSPITAL MADRE TERESA PUBLICA NOVO CAPÍTULO DE LIVRO

O coordenador e chefe do Serviço de Neurocirurgia do Hospital Madre Teresa – HMT, Dr. Roberto Leal é um dos pioneiros da neurocirurgia da base do crânio no mundo. Além dos mais de 100 artigos publicados, o neurocirurgião também possui coautoria em diversos capítulos de livros e participação como coeditor de grandes obras.

O último deles foi no livro “Schmidek and Sweet operative neurosurgical techniques: indicações, métodos e resultados”. A obra tem sido uma referência indispensável para o treinamento e prática da neurocirurgia por quase 50 anos.

No capítulo “Surgical Management of Tumors of the Foramen Magnum” o médico discorreu sobre as particularidades do forame magno - grande abertura através do osso occipital localizada no centro do neurocrânio. 

Equipe

A equipe coordenada pelo Dr. Roberto Leal é referência nacional no tratamento de enfermidades tumorais e vasculares do sistema nervoso central e se destaca pela expertise e excelentes resultados obtidos.

Em 2020, o Departamento de Neurocirurgia ganhou três novas salas cirúrgicas com microscópios modernos, incluindo o Sistema de Visualização Robótica para as cirurgias neurológicas de crânio e de coluna, o KINEVO 900.  Todo o investimento, reafirma a visão do HMT em destacar-se pela excelência e pioneirismo na saúde.

MINISTRO DA SAÚDE VISITA HOSPITAL MADRE TERESA

Na tarde do dia 15 de setembro, o Hospital Madre Teresa (HMT) recebeu a ilustre visita do Ministro da Saúde, Dr. Marcelo Queiroga. Ele veio acompanhado da Secretária de Atenção Especializada à Saúde, Maíra Botelho e de sua comitiva.

O Ministro foi recebido pelas irmãs, Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, pelos diretores, médicos e colaboradores do HMT. Na ocasião, ele reuniu-se primeiro com a Diretoria para conhecer mais sobre a instituição fundada pela venerável Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico. Além dos diretores do Hospital Madre Teresa, estiveram presentes na reunião de apresentação o diretor técnico, Dr. Luiz Cláudio Moreira Lima, o coordenador da Hemodinâmica, Dr. Marcos Antônio Marino, a coordenadora da Qualidade, Waldirene Lopes e a gestora de contratos da Secretaria Municipal de Saúde, Dra. Zoraia Rocha Magalhães. 

Em seguida o Ministro da Saúde, juntamente com a sua equipe percorreu o Hospital para conhecer alguns serviços. Dr. Marcelo Queiroga, que também é cardiologista, visitou o Bloco Cirúrgico para conhecer as instalações, a nova sala de cirurgia robótica, o departamento de Hemodinâmica e Medicina Intervencionista, dentre outros.

Para finalizar, foi realizado um coffee break no Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa (CDEP). Na ocasião, a Diretora Geral do Hospital Madre Teresa, Ir. Neusa Palhão, acompanhada das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada agradeceu ao Ministro pela presença e passou a palavra para ele – que agradeceu por ter sido tão bem recebido. Ele falou um pouco sobre o atual cenário da saúde no país e reforçou a importância de cada profissional de saúde nas instituições. Ao final do evento, os médicos e demais colaboradores convidados, puderam tirar fotos e conversar com o Ministro.

Confira as fotos:

INSTITUTO DAS PEQUENAS MISSIONÁRIAS RECEBE MEDALHA MÉRITO DA PAZ PAPA JOÃO PAULO II

O Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada (IPMMI) foi agraciado na última sexta-feira, (16/9), na Câmara Municipal de São José dos Campos, com a medalha Mérito da Paz Papa João Paulo II.  A medalha é uma honraria do Legislativo da cidade às instituições e pessoas que se destacaram pelo trabalho e ações relacionadas à paz.

A Madre Geral da Congregação, Irmã Vilma Marlene recebeu a honraria das mãos do vereador Dr. José Cláudio Barbosa, autor do projeto de concessão da medalha. Ela agradeceu à Câmara Municipal, em especial ao vereador Dr. José Cláudio, pela linda homenagem e a todos os convidados presentes. “Agradeço também aos médicos e colaboradores que doam suas vidas escrevendo uma história de dedicação e serviço. Desejamos continuar cuidando dos doentes com amor como o próprio Cristo nos ensinou: Tudo o que fizestes aos mais necessitados, terá feito a mim”, disse Madre Vilma.

O vereador Dr. José Cláudio, que atuou por quatro anos como diretor técnico do Hospital Pio XII, destacou seu orgulho de fazer parte da história do Instituto das Pequenas Missionárias. “Para mim, é um prazer enorme fazer essa homenagem. A Congregação tem grande importância na vida de todos nós e na minha vida. Devemos dar mais valor às obras de Deus”, ressaltou.

Coral da Irmãs e Orquestra Sinfônica

A sessão solene contou com a participação do Coral das Irmãs Pequenas Missionárias e da Orquesta Sinfônica Comunitária de São José dos Campos. Em um momento especial, Madre Vilma Marlene, Irmã Vera Letícia e Irmã Ivonete Ribeiro do Amaral entraram no plenário carregando a bandeira da Congregação ao som do hino entoado pelas Irmãs.

Estiveram presentes no evento a Diretora Geral do Hospital Madre Teresa (HMT), Ir. Neusa Palhão, o diretor administrativo do HMT, Sr. Marcos Vete; O Conselho Geral da Congregação das Pequenas Missionárias: Ir. Sandra Pedrinha Zanotto (Vigária Geral), Ir. Ivonete Ribeiro do Amaral, Ir. Silvia Helena de Souza e Ir. Adriana Torquato e religiosas da Congregação; Dra. Margarete Carlos da Silvia Correia, secretária municipal de Saúde de São José dos Campos, representando o prefeito Anderson Farias; deputado federal Eduardo Cury; Amauri Barbosa Toledo, secretário dos Direitos à Pessoa com Deficiência e Idoso de Caraguatatuba, representando o prefeito Aguilar Júnior; Robertinho da Padaria, presidente da Câmara Municipal de São José dos Campos; vereadores Juliana Fraga, Dulce Rita, Júnior da Farmácia e Fernando Petiti; Fábio Carvalho (diretor técnico do Departamento Regional de Saúde, representando a diretora da DRS XVII, Nádia Maria Magalhães Meireles), Luiz Cláudio Morais (diretor técnico do Departamento Regional de Saúde), Dan Iuri dos Santos Cabreira (diretor do Hospital Antoninho da Rocha Marmo), Daniel Rodrigues Ferreira (diretor do Hospital Antoninho), Everton Marcos de Oliveira (diretor do Hospital Pio XII) e Silvio Rabelo (gerente assistencial da Casa de Saúde Stella Maris).

HOSPITAL MADRE TERESA ADQUIRE O MAIS MODERNO SISTEMA CIRÚRGICO ROBÓTICO: O ROBÔ DA VINCI

Há quase 40 anos o Hospital Madre Teresa (HMT) trabalha para que os melhores tratamentos e tecnologias cheguem aos seus pacientes – a cirurgia robótica é uma delas. Neste ano, a instituição adquiriu o robô Da Vinci – inteligência utilizada em uma gama de procedimentos cirúrgicos, dentro de especialidades como: Cirurgia Bariátrica, Cabeça e Pescoço, Coloproctologia, Cirurgia Geral, Ginecologia, Torácica, Urologia, dentre outras.

A plataforma robótica é reconhecida mundialmente por sua eficácia e segurança, graças às tecnologias capazes de realizar procedimentos complexos com mais segurança e assertividade – visão 3D em alta definição que garante a equipe médica um olhar privilegiado da área cirúrgica, além dos instrumentos de alta precisão e impactantes tecnologias de reprodução de imagem.

Todo esse aparato, possibilita ao médico realizar, de forma menos invasiva e com menor número de incisões, cirurgias consideradas convencionais e complexas. Ou seja, a cirurgia com o Da Vinci representa para o paciente inúmeros ganhos como: pós-operatório mais tranquilo, menor chance de sangramento, menor tempo de internação, além de uma recuperação e cicatrização mais rápida e menos chances de complicações pós-operatórias.

“A chegada do Da Vinci representa mais um grande salto tecnológico da nossa instituição. Não temos dúvidas que a eficiência do robô será somada a expertise de nossas equipes que, há quase 40 anos, realizam, com maestria, inúmeros procedimentos altamente complexos. É uma grande conquista para todos nós”, comenta a Diretora Geral do Hospital Madre Teresa, Ir. Neusa Palhão.

O robô

O Da Vinci dispõe de três módulos, são eles: o console (painel de instrumentos) utilizado pelo cirurgião em posição principal, o suporte para câmera, os braços robóticos, que são comandados pelo médico, e ainda um equipamento para visualização de imagens em altíssima resolução.

Além da parte física, o Da Vinci, conta ainda com um complexo e completo sistema de proteção que dispõe de mecanismos que garantem ainda mais segurança ao paciente e a equipe médica. O Filtro de Tremor, por exemplo, faz com que movimentos indesejados e bruscos, realizados pelo cirurgião, não sejam reproduzidos pelo robô, garantindo maior precisão.

Outro grande diferencial está nos instrumentais de ponta do Da Vinci que possuem configuração pré-definida sobre o limite de força a ser utilizado em cada tecido. Essa configuração não pode ser alterada e não depende da força aplicada pelo cirurgião.

O sensor de presença também é ponto chave nessa tecnologia disponível no HMT. Isso porque o robô possui sensor que detecta a presença do médico em seu console, ou seja, sem o cirurgião posicionado, nenhum movimento acontecerá, impedindo que os instrumentos se mexam por acidente e sem que o médico os esteja visualizando.

De acordo com o urologista, Dr. Paulo Arantes, “a plataforma Da Vinci chega ao Hospital Madre Teresa para ser utilizada por um corpo clínico que já possui grande expertise em cirurgia robótica. Além da equipe cirúrgica altamente especializada, o suporte recebido pelas equipes de enfermagem, intensivistas e anestesia de alta capacidade técnica, faz com que os resultados a serem atingidos sejam os melhores possíveis. O Da Vinci vem realmente para complementar todo o serviço cirúrgico do Hospital Madre Teresa, chegando em tempo oportuno a uma equipe madura e experiente nas mais diversas especialidades”.

Confira as fotos da chegada do robô da Vinci no HMT

HOSPITAL MADRE TERESA COMEMORA UM ANO DO 1º ROBÔ ORTOPÉDICO MAKO DO BRASIL

Foram realizadas mais de 250 cirurgias com maestria.

Próximo de completar 40 anos, o Hospital Madre Teresa (HMT) celebra o primeiro ano da chegada do 1º robô ortopédico Mako do Brasil.

O HMT foi a primeira instituição do país a adquirir a tecnologia e realizou a primeira cirurgia em 8 de setembro de 2021. Neste primeiro ano foram realizadas com excelência mais de 250 cirurgias de joelho e quadril com o robô – um marco que a equipe de Ortopedia comemora, pois trata-se de um procedimento único, que conta com o que há de mais moderno no mundo em cirurgias ortopédicas. Isso porque o Mako combina importantes componentes e dispõe de grandes diferenciais, possibilitando desenvolver um plano personalizado com base na anatomia própria de cada paciente antes de iniciar a cirurgia.

A partir da inteligência robótica, o cirurgião pode ter acesso a um planejamento em tecnologia 3D, háptica (sensível ao tato) e também à análise de dados de cada paciente. Ou seja, antes do procedimento cirúrgico, o médico saberá exatamente todo o panorama específico relativo ao paciente que será operado em seguida e, sempre que necessário, ele poderá ajustar o plano de atuação durante todo o processo.

O primeiro paciente operado do quadril, no Hospital Madre Teresa com a tecnologia, Fernando Fonseca, de 43 anos, relata que sofreu por 5 anos com necrose da cabeça do fêmur. “Antes de operar eu sentia muitas dores para realizar atividades simples, como andar. Hoje, um ano após a cirurgia, eu tenho uma vida normal, sem dores e faço tudo o que eu não conseguia fazer antes. A minha vida se transformou, viver sem dor é a coisa mais maravilhosa que existe”, diz.

O ortopedista do HMT, Dr. Lincoln Paiva Costa, foi o cirurgião que operou Fernando. Para ele, o robô é um grande aliado na colocação das próteses de joelho e quadril, pois oferece mais precisão para a realização da cirurgia. Por meio da versão 4.0 do software Mako, o qual o Hospital Madre Teresa foi o primeiro a utilizar no Brasil, o médico tem acesso à informações adicionais para as cirurgias de quadril. “Com ele é possível avaliar como o balanço espino pélvico (ponto de equilíbrio entre o quadril e a pelve) interfere no posicionamento dos componentes da prótese com o paciente na posição sentada e em pé proporcionando a colocação da prótese de quadril em uma posição ainda melhor. Além dessa avaliação dinâmica também é possível simular os movimentos do quadril do paciente antes da realização da cirurgia permitindo qualquer correção imediatamente”, explica.

BENEFÍCIOS DA CIRURGIA

Os benefícios da cirurgia robótica são inúmeros, dentre eles: menos dor, baixo consumo de analgésicos, menor necessidade de fisioterapia hospitalar, redução do tempo de internação e rápido retorno à vida cotidiana.

ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DO HMT

O Hospital Madre Teresa é um dos maiores centros de ortopedia do país, com relevante expressão na área de artroscopia das diversas articulações com experiência de quase 30 anos.

O ortopedista do Hospital Madre Teresa, especialista em joelho, Dr. Eduardo Frois, conta que quando nasceu a ideia de trazer a cirurgia robótica para a instituição, o objetivo era somar tecnologia à qualidade dos médicos e às cirurgias tradicionais já realizadas no Hospital.

Para ele, o sucesso deste primeiro ano de Mako é resultado de um trabalho multidisciplinar contínuo de toda a equipe do HMT. “Desde 2018 iniciamos um estudo e criamos um fluxo de assistência completa e atendimento integral ao paciente robótico envolvendo as equipes: médicas, internação, hotelaria, nutrição, enfermagem, fisioterapia”, descreve. A instituição realiza cerca de 600 artroplastias de joelho e quadril por ano e atualmente a cirurgia robótica representa cerca de 20% da taxa total de cirurgias. O serviço possui especialistas em todas as áreas de atuação da ortopedia direcionada ao adulto.

MÉDICOS DO HMT SÃO HOMENAGEADOS PELA UFMG

Os médicos do Hospital Madre Teresa (HMT), Dr. Luiz Fernando Soares (Ortopedista), a Dra. Luciana Macedo (Pneumologista) e o Dr. Ricardo Delfino (Neurocirurgião) foram homenageados, em agosto, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

A Faculdade de Medicina da Universidade tem como tradição homenagear com o “Jubileu de Prata” os médicos que possuem 25 anos de formação. A cerimônia conta com a presença do diretor, professores e os médicos homenageados.

Os médicos que receberam o Jubileu de Prata fazem parte do quadro clinico do Hospital Madre Teresa e atuam cotidianamente com excelência. O HMT deixa registrado o seu reconhecimento e reforça as congratulações.

SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR DO HMT PARTICIPA DE CONGRESSO

O Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), participou nos dias 12 e 13 de agosto do III Congresso Mineiro de Epidemiologia, Prevenção e Controle de Infecções e do 6º Congresso Mineiro de Infectologia.

O Congresso foi presidido pelo Dr. Estevão Urbano, médico Infectologista do Hospital Madre Teresa e da Sociedade Mineira de Infectologia, tendo participado ativamente de diversas discussões como:

  • Síndrome Pós Covid-19;
  • Check-rotina na avaliação da adesão a medidas de prevenção de infecção: análise automática e feedback individualizado;
  • Panorama e Perspectivas das Ações de Prevenção das Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde no Brasil – Debate e Enfrentamento da Pandemia COVID-19 – Desafios e Legados: Debate.

A Gerente Médica do HMT, Dra. Flávia Bosco, também abordou sobre o importante tema:

  • Atuação Conjunta do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar, Núcleo de Segurança do Paciente e Núcleo de Epidemiologia e Desfechos Clínicos no Gerenciamento dos Riscos Assistenciais.

A infectologista do HMT, Dra. Virgínia Antunes de Andrade Zambelli, apresentou sobre os temas:

  • Sepse Associada a Cateter Vascular
  • Atualizações no Tratamento de Bactérias Gram-Negativas Multirresistentes

Robótica

A Supervisora do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), Roberta Matoso também participou juntamente com a enfermeira do serviço, Amanda Maia. As profissionais trataram do importante tema: “Cirurgia Robótica: Novos Processos de Vigilância e Prevenção de Infecções”. A palestra ficou a cargo da supervisora Roberta Matoso, enquanto a enfermeira, Amanda Maia garantiu a moderação da discussão.

Cirurgia Robótica

A cirurgia robótica é uma grande conquista para os procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos, pois são utilizadas técnicas mais assertivas e que apresentam menos danos ou lesões à integridade física do indivíduo.

No entanto, diante dos impactos que possam ocorrer e considerando a sua evitabilidade, as medidas de prevenção de infecções de sítio cirúrgico é um tema de alta relevância e necessita, ser discutido cotidianamente com toda a equipe multiprofissional.

Tópicos abordados na palestra:

  • Principais procedimentos cirúrgicos realizados por técnica robótica;
  • Fatores de risco para a ocorrência de infecção de sítio cirúrgico;
  • Classificação do potencial de contaminação do sítio cirúrgico;
  • Medidas Preventivas – Cuidados com Ambiente e Estrutura;
  • Medidas Preventivas – Pré-operatório;
  • Medidas Preventivas – Intra-operatório;
  • Medidas Preventivas – Pós-operatório;
  • Período de vigilância.

HOSPITAL MADRE TERESA PROMOVE TORNEIO DE TÊNIS PARA O CORPO CLÍNICO

Em um final de semana incrível, médicos de diversas especialidades do Hospital Madre Teresa (HMT) se reuniram para disputar nos dias 26, 27 e 28 de agosto o “Torneio de Tênis do HMT – Edição de 2022”. Os jogos aconteceram nas quadras da Casalechi Tennis, no bairro São Bento. Foi um momento de descontração e muitos games. E que games!

O evento foi organizado pela Diretoria do Hospital Madre Teresa e contou com o apoio da Consultora do Relacionamento Médico, Jacqueline Abrantes, do Coordenador do setor de Comunicação e Marketing, Guilherme Domingos da Casalechi Tennis e da comissão médica formada pelos  médicos: Dr. Nilson Amaral  (Coordenador da Cirurgia Torácica), Dr. Francisco Tadeu da Mota Albuquerque (Coordenador da Anestesiologia), Dr. Luiz Cláudio Moreira Lima (Diretor Técnico) e Dr. Carlos César Vassalo (ortopedista).

Segundo Jacqueline Abrantes, o objetivo do evento foi favorecer um momento para a confraternização dos profissionais médicos e suas famílias, concomitante ao estímulo à adoção de uma prática saudável que associa a marca, Hospital Madre Teresa, a aspectos como liderança e o diferencial do trabalho em equipe na superação e conquistas.

Assim, o torneio foi uma grande oportunidade de conhecer novos colegas, e reencontrar antigos amigos e interação entre as famílias desses profissionais. Os serviços de Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Cardiovascular, Cirurgia Geral, Cirurgia Torácica, Clínica da Dor, Ecocardiografia, Eletrofisiologia, Geriatria, Neurocirurgia, Ortopedia e Urologia foram algumas das especialidades presentes e que disputaram no torneio.

A novidade dessa edição foi a inclusão da disputa na modalidade feminina que contou com a participação de médicas do hospital, suas irmãs e cônjuges dos médicos.

No total participaram 24 tenistas na modalidade masculina e 6 tenistas na modalidade feminina. O formato da disputa foi de duplas equilibradas por sorteio.  A grande final aconteceu no domingo, dia 28/08/22 com as vitórias na chave feminina de Renata Nicoliello M. Albuquerque e Giselle Giffoni. As vices campeãs foram Dra. Paula Alves S. A. Gabriel e Carolina Píramo Mourão

Já na chave masculina os campeões foram Dr. Daniel Soares Souza e Dr. Guilherme Gontijo Soares e os vice-campeões Dr. Alexandre Andrade Leite e Dr. Rodrigo Capuano de R. Carneiro. A final masculina teve um toque inusitado. Dr. Alexandre Leite que compôs a dupla campeã de 2021 e Dr. Daniel Souza que ficou como vice-campeão naquele ano, se encontraram novamente na quadra. Foi emocionante!!

“Foi um final de semana festivo, a vitória após grandes jogos nos trouxe muita alegria. Grande satisfação por esse encontro com colegas e seus familiares, fora do ambiente de trabalho. É gratificante ver o quanto o Hospital Madre Teresa está representado por nobres pessoas”, comenta o Dr. Guilherme Gontijo.

Já para o Dr. Daniel Sousa, o momento foi também de gratidão. “Gostaria de agradecer ao Hospital Madre Teresa pela organização impecável do evento e por ter proporcionado aos médicos do hospital, além de um momento de competição, também um momento de socialização entre os médicos. A vitória foi suada, com adversários muito qualificados. Estamos muito felizes! ”, finaliza o médico.

A entrega dos troféus foi realizada pelo Diretor Administrativo, Marcos Vete, pela Diretora Geral, Ir. Neusa Palhão e pela Vice-Diretora Ir. Eliane Madureira.  O vencedor da edição de 2021, Dr. Nilson Amaral fez um discurso de agradecimento ao Hospital Madre Teresa, a Casalechi Tennis e todos àqueles que, de alguma forma, se empenharam para que o torneio fosse um sucesso. Além disso, o médico também prestou diversas homenagens: as Irmãs Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, ao diretor administrativo do HMT, aos profissionais Jacqueline Abrantes e aos médicos, Dr. Francisco Albuquerque e ao Dr. Luiz Cláudio Lima.

“Desta vez eu destacaria os jogos das duplas femininas, a imagem da nossa Diretora Geral, Ir. Neusa, vestindo a nossa linda camisa do torneio (ficou muito elegante!) e a final eletrizante do torneio, sobretudo, entre os dois finalistas do ano passado, Dr. Alexandre e Dr. Daniel. Neste ano, o prêmio foi para o Dr. Daniel e Dr. Guilherme. Parabéns aos vencedores! Meus aplausos a todos! ”, finaliza o Dr. Nilson Amaral.

O Torneio foi encerrado com um almoço especial, celebrando o encontro dos médicos e suas famílias.

NEUROCIRURGIÃO DO HOSPITAL MADRE TERESA, DR. GUSTAVO ANDRADE, PALESTRA EM CONGRESSO DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA DE MINAS GERAIS

O médico foi o único neurocirurgião convidado para o congresso

O neurocirurgião do Hospital Madre Teresa (HMT), Dr. Gustavo Cardoso de Andrade, palestrou entre os dias 25 e 27 de agosto no XI Congresso de Geriatria e Gerontologia de Minas Gerais – GerMinas que, neste ano, teve como tema central: “Inovação e Tradição”.

No evento o médico abordou sobre a técnica: vertebroplastia, indicada para o tratamento da fratura na coluna vertebral advinda de osteoporose.

A vertebroplastia é um procedimento cirúrgico que tem como objetivo estabilizar as fraturas na coluna vertebral. Durante o procedimento, o cimento ósseo é injetado no interior das vértebras que estão fraturadas em função da osteoporose.

De acordo com o médico, o procedimento é seguro e apresenta ganhos exponenciais na qualidade de vida do paciente. “A técnica é minimamente invasiva e o paciente fica menos de 24 horas no hospital, já sem dor”, explica.

Equipe

A equipe coordenada pelo Dr. Roberto Leal é referência nacional no tratamento de enfermidades tumorais e vasculares do sistema nervoso central e se destaca pela expertise e excelentes resultados obtidos.

Em 2020, o Departamento de Neurocirurgia ganhou três novas salas cirúrgicas com microscópios modernos, incluindo o Sistema de Visualização Robótica para as cirurgias neurológicas de crânio e de coluna, o KINEVO 900.  Todo o investimento, reafirma a visão do HMT em destacar-se pela excelência e pioneirismo na saúde.